Open post

Resultado final da vaga em comunicação popular

Atualizado em 28/01/21

A Comissão de Seleção divulga o nome selecionado para a vaga de Comunicador/a Popular, conforme edital 03/20.

Buscou-se contemplar um perfil com experiência no campo da comunicação popular; histórico de atuação junto a movimentos sociais e afinidade com a área de direitos humanos – em especial com direitos humanos de crianças e adolescentes – e as estratégias de atuação do CEDECA Ceará.

Nesse sentido, avaliando o perfil e os critérios para o desempenho do trabalho, selecionamos para a vaga:

Jack de Carvalho

Conforme previsto em edital, o início do trabalho será em 1º de fevereiro de 2021.

Comissão de Seleção

Fortaleza, 28 de janeiro de 2021.


Atualizado em 22/01/21

O CEDECA Ceará torna público o resultado da 1ª fase da seleção de comunicador/a popular para atuar na organização. Com base especialmente no pontos explicitados na seção 4 do edital 03/20, os/as selecionados/as para a segunda e última fase são, conforme horário para as entrevistas, a serem realizadas no dia 27/01 (quarta-feira).

13h Claudiane Lopes

13h45 Danielle Stephanie Melo

14h30 Francisco Barbosa

15h15 Jack de Carvalho

16h João Ernesto Mota

16h45 Márcia Ximenes

17h30 Marina Castilho

O CEDECA Ceará informa ainda que as entrevistas vão ocorrer na sede da organização, no horário estipulado. Pede-se que os/as candidatos cheguem com não mais que 20 minutos de antecedência, para evitar concentração de pessoas. Candidatos/as com sintomas gripais devem procurar a organização para viabilizar alternativas para participação na seleção.

Agradecemos ainda o interesse de todos/todas participantes que enviaram suas candidaturas e elogiamos a qualidade dos currículos.

————————————————————————————————-

O CEDECA Ceará torna público edital para contratação de 01 (um/a) Comunicador/a Popular. As inscrições estão abertas de 22/12/20 a 17/01/21 por meio eletrônico, e a seleção está dividida em duas fases. Na primeira fase, os/as candidatos/candidatas devem enviar currículo e carta de motivação. A segunda etapa será feita por meio de entrevistas.

Os currículos deverão conter: nome, RG, CPF e endereço completo, telefone e e-mail do/a candidato/a e ter no máximo 06 (seis) páginas. A carta de exposição de motivos deverá abordar o interesse do/a candidato/a em exercer a função, o percurso profissional, as perspectivas futuras e a disponibilidade do/a candidato/a e ter no máximo 03 (três) páginas.

A documentação deverá ser enviada para o correio eletrônico: comunicacao@cedecaceara.org.br, tendo no assunto a descrição SELEÇÃO COMUNICAÇÃO: nome do/a candidato/a. Exemplo: SELEÇÃO COMUNICAÇÃO: Maria da Silva. O envio da documentação incompleta ou fora das datas elencadas implicará no indeferimento da inscrição.

Acesse todas as informações sobre  o edital aqui:

Edital Comunicacao Final

Open post

1ª Conferência Popular debate segurança pública e denuncia violência no Nordeste

por CEDECA Ceará com informação do Marco Zero e do Brasil de Fato

 

Cerca de 300 representantes de oito estados nordestinos se reuniram entre dos dias 7 e 8 de dezembro, no Recife e em Olinda (PE), para a 1ª Conferência Regional Popular de Segurança Pública do Nordeste. A mobilização para  a conferência foi uma resposta à falta de diálogo com o poder público sobre políticas de segurança que envolvam as demandas populares.

Talita Maciel, assessora jurídica do CEDECA Ceará, destaca o caráter inovador da Conferência. “O debate sobre segurança pública geralmente aparece na perspectiva de denúncia, de reagir ao que está posto, de ir de encontro ao que está sendo colocado pelos governos. A gente nunca debate na perspectiva do que os movimentos e as organizações dos direitos humanos defendem como proposta”, detalha.

O Encontro Regional se originou das pré-conferências populares realizadas durante o ano em cada estado. Um dos objetivos da conferência foi pensar, com os territórios, propostas de políticas públicas de segurança, especialmente na região brasileira que vem despontando com crescimento das taxas de homicídio, violência institucional e aumento de mortes por policiais.

Os dois dias de programação contaram com atividades nos territórios, festival cultural “Noite de Cultura e Resistência”, no nascedouro de Peixinhos, em Olinda; mesa de abertura reunindo os trabalhos das pré-conferências estaduais; atividades direcionadas aos fóruns e representantes com grupos de trabalho por eixo temático e apresentação de resultados e fechamento do documento final; além da mesa de encerramento. 

Entre os temas em debate estiveram a repressão a eventos culturais promovidos pela juventude nas periferias; o protagonismo dos familiares vítimas do estado e a luta de familiares de pessoas presas, vítimas de violência institucional e violência letal.

O Fórum Popular de Segurança Pública do Nordeste é um movimento articulado pela sociedade civil. Reúne movimentos sociais, pesquisadores, organizações comunitárias e coletivos com o objetivo de pautar o debate das políticas públicas de segurança, de forma popular, partindo das particularidades da Região Nordeste, que vive elevação da criminalização da pobreza e aumento dos índices de violência letal.

Conheça mais sobre a articulação na página do Instagram do Fórum Popular de Segurança Pública do Nordeste

ONDE ESTAMOS

PARCEIROS E ARTICULAÇÕES

Scroll to top